Secretaria de Saúde realiza Jornada sobre IST/Aids

A Prefeitura do Moreno, através da Secretaria de Saúde, realizou nesta quarta-feira (02.08), a I Jornada de HIV/Aids e IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis) do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). O evento aconteceu no Casarão Catende e teve como público-alvo profissionais como: médicos psicólogos, assistentes sociais, biomédicos e enfermeiros. Foi uma manhã de intensa discussão sobre as ações e os procedimentos de prevenção das IST/Aids.

Na abertura do evento, bandeiras dos Estados da Federação foram conduzidas pelos participantes da jornada, no momento em que eram apresentados os números de pessoas portadoras de IST/Aids em todas as regiões do país. O objetivo foi chamar atenção para os números da Aids no Brasil. A cada ano, mais de 12 mil pessoas morrem vítimas da doença e em Pernambuco são registrados cerca de 500 óbitos anualmente.

Um dos desafios dos especialistas é não deixar que a doença seja banalizada. "Essa geração nova que não viu o início da epidemia de Aids tende a não valorizar a questão da prevenção. Nosso papel é desconstruir essa idéia da banalização e fazer chegar às pessoas a importância da prevenção", explicou o gerente do Controle das IST’s/HIV/Aids, François Figueiroa, que participou do evento.

François Figueiroa fez palestra de cerca de duas horas abordando diversos temas ligados à prevenção das IST/Aids. Falou também dos serviços oferecidos pelo Poder Público para o tratamento das doenças e a conscientização sobre a importância da prevenção. O técnico mostrou preocupação com o preconceito ainda existente em relação aos portadores de HIV. "Temos ainda hoje, ano de 2017, século XXI, a epidemia do preconceito", explica Figueiroa.

Cristina Vilela, coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Moreno, disse que o município vem procurando estruturar o serviço para atender melhor os pacientes com IST/Aids. Ela lembrou que um levantamento feito no início do ano de 2017 mostrou dados preocupantes em relação aos casos de infecções sexualmente transmissíveis e Aids. "O CTA praticamente não existia. A partir de fevereiro deste ano reestruturamos o local e hoje prestamos um bom serviço à população", disse Cristina.

A Conferência de Saúde realizada recentemente em Moreno aprovou a implantação do Serviço de Atenção Especializada (SAE), que contará com a presença de médico infectologista e um enfermeiro para fazer o acompanhamento dos pacientes portadores do vírus HIV. "Com a implantação do SAE o CTA continuará funcionando. O novo serviço é um complemento do que já fazemos. O espaço físico para implantar o SAE nós já temos", explica Cristina Vilela.

O técnico da Secretaria de Saúde do Estado, Françóis Figueira, destacou o papel dos municípios na prevenção das IST/Aids. Segundo ele, o acesso ao diagnóstico precoce através das Unidades Básicas de Saúde (UBS) acontece nas cidades onde as pessoas vivem. "Esse trabalho é reforçado em municípios como Moreno que já vem atendendo no CTA e está estruturando o Serviço de Atenção Especializada (SAE)", concluiu François Figueiroa.

Publicado por Assessoria de Imprensa - Prefeitura do Moreno na data de 03/08/2017 às 06:56 e impresso na data de 19/10/2017.