Região Metropolitana do Recife unida para enfrentar desafios

Data: 10/03/2013 | Hora: 11:47 | Por: Folha de Pernambuco


O desafio de construir um pacto metropolitano ressurgiu, em dezembro do ano passado, quando os gestores eleitos da Região Metropolitana do Recife se reuniram para firmar o compromisso de discutir políticas públicas integradas com o objetivo de enfrentar os novos desafios dos municípios. Na próxima quinta-feira, os mesmos atores se encontram novamente para dar mais um passo no sentido de achar soluções para uma região cada vez mais pressionada pelo desenvolvimento do Estado. O encontro será o primeiro dos gestores como prefeitos empossados reforçando a responsabilidade de que sejam apresentadas, dessa vez, ações objetivas já que a primeira reunião tratou apenas de um ato simbólico sem resultados concretos. A reunião acontece em São Lourenço da Mata, na Arena da Copa, já visando discutir a realização da Copa das Confederações, em junho.

Desde o início do ano, secretários municipais, escolhidos pelos prefeitos como representantes das administrações, elaboraram uma pauta inicial que deverá nortear o encontro. Os pontos principais sugeridos pelos auxiliares e que serão abordados na discussão são a implantação de um plano metropolitano de resíduos sólidos, elaboração de roteiros turísticos alternativos para a Copa, fortalecimento da Segurança das cidades, o impacto da construção do Arco Viário e a discussão da governança do grupo.

A proposta da formação de um consórcio metropolitano de tratamento de resíduos sólidos será discutida, assim como a construção de três núcleos de tratamento para destinação final do lixo nas áreas Norte, Oeste e Sul da região. A iniciativa visa adaptar os municípios para atender a nova lei de resíduos sólidos.

A discussão de roteiros alternativos para turistas durante a Copa do Mundo é outro ponto que será discutido. Por meio de uma propaganda intensiva, os gestores pretendem estimular que o turista vá além do circuito tradicional de Recife e Olinda oferecendo rotas em outros municípios. A exploração do Litoral Norte, o sítio histórico dos engenhos e o turismo ecológico em Moreno, Jaboatão dos Guararapes e São Lourenço. O objetivo é procurar financiamento para estruturar programas de incentivo aos roteiros. Outra ação é o engajamento maior dos municípios no Núcleo Integrado de Segurança do Governo do Estado. Atualmente, das 14 cidades da região, sete possuem uma pasta sobre o tema.

Uma das principais obras de mobilidade urbana da Região Metropolitana, a construção do Arco Viário também entrará no debate do ponto de vista do impacto urbano e ambiental da obra. Para isso, a atualização da legislação urbana e de ocupação do solo dos municípios para receber grandes empreendimentos também será discutida.

O formato das discussões do grupo também será colocado na mesa para discussão. A possibilidade do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano (Conderme) ser resgatado vai ser avaliada. No entanto, há o sentimento de que é preciso rever se o órgão não está desatualizado para ser resgatado nos dias de hoje. Outra hipótese é a formação de um consórcio da Região Metropolitana.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.