Novo batalhão da PM vai ampliar efetivo em Moreno

Data: 13/02/2015 | Hora: 09:05 | Por: G1 - Globo.com


Mil e cem soldados da Polícia Militar devem reforçar o trabalho da corporação em Pernambuco a partir de 1º de agosto. A solenidade de formação da turma, composta por 897 homens e 203 mulheres, foi realizada nesta quinta-feira (12), no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Estiveram presentes o governador do estado, Paulo Câmara, o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, autoridades do governo, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.Atualmente, há 19.200 policiais militares no estado.

Até 31 julho, os soldados devem participar da etapa técnica e do estágio supervisionado. A distribuição dos formandos pelo estado deve ser definida até o meio do ano pelo comitê gestor do Pacto Pela Vida.

Apesar dos últimos protestos dos concursados da PM contra a decisão do governo de abrir novos processos seletivos, o governador já deu o aval à corporação. "Concluímos o que foi possível dos aprovados de 2009. A PM já está autorizada a começar os preparativos para novos concursos. Queremos ter a oportunidade de todo ano repor o policiamento, faz parte da estratégia do Pacto Pela Vida", afirmou. A Secretaria de Defesa Social alegou que não há mais tempo para chamar os demais classificados no concurso, já que o prazo final para a nomeação é a próxima terça-feira (17).

O secretário Alessandro Cavalcanti adiantou que, com o novo efetivo, serão criados dois novos batalhões e uma companhia independente. "A maioria desses soldados vão atuar em criações e reforços. Teremos a criação do 25º Batalhão de PM de Jaboatão e Moreno, dividindo a responsabilidade do batalhão que já existe lá, o Batalhão Especializado do Interior, com duas companhias; e a Companhia Independente de Polícia em Goiana", citou.

Promoções e cargos
Sobre as recentes negociações da Polícia Militar sobre promoções e cargos, o governador disse ter feito o que podia. Um projeto de lei vai ser enviado à Assembleia Legislativa de Pernambuco em regime de urgência para que as mudanças de graduações ocorram até 30 de junho. Ao todo, subirão de graduação de posto 5.485 militares. A ideia inicial do governo era promover 1.550 soldados para cabos e 810 cabos para sargentos, enquanto os trabalhadores pediam 3.500 e 3.800 promoções, respectivamente. "Sabíamos que este era um anseio importante. Fizemos todo um esforço para aprovar projetos. Estamos fazendo adequações de questões importantes para a melhoria do serviço", apontou o governador.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.