Feliz Natal!!!

Data: 24/12/2007 | Hora: 11:55 | Por: Leonardo Rodrigo


Pois é, alegria, paz e amor anda ultimamente meio fora de moda. Não apenas nesse período do ano, mas é que a onda consumista ganha mais força ao fim de cada ano. Mesmo assim o espírito natalino sobrevive. Ainda conseguimos ver as pessoas celebrando e confraternizado a data com parentes e amigos. Outros ainda manteêm acesa a tradição da ceia de natal, mesmo em época de mesas não tão fartas assim.

O importante seria que esse espírito durasse todo ano. Ele até pode durar, isso vai depender de nós. Não precisamos fazer muita coisa. Simples atos podem fazer o clima natalino durar os 366 dias de 2008, como por exemplo: um abraço, palavras afetivas e por ai vai. Isso não torma apenas o nosso dia mais alegre, como também eleva o espírito.

Segundo o escritor gaúcho Mário Quintana, esse clima natalino não dura o ano todo devido às deficiências da sociedade. Eu não conhecia esse texto, até o amigo toyoteiro Flávio me enviar. Reamente ele nos leva a uma reflexão sobre o ser humano e seus atos.

Deficiências (Mário Quintana)

Deficiente é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive.
Louco é quem não procura ser feliz com o que possui.
Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
Mudo é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
Paralítico é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
Diabético é quem não consegue ser doce.
Anão é quem não sabe deixar o amor crescer.
E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:
Miseráveis são todos que não conseguem falar com Deus.

Feliz Natal a todos

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.