Praça é tema de novo debate na cidade.

Data: 21/04/2008 | Hora: 13:01 | Por: Leonardo Rodrigo


A Praça da Bandeira, no centro de Moreno, foi fechada para reforma no final de março. Segundo a prefeitura, o local ficará isolado por pouco mais de dois meses, e o valor das obras está orçada em aproximadamente R$ 150 mil. A última reforma feita na praça foi durante a Gestão do ex-prefeito Jorge Soares (1993/1996). Com o passar dos anos, o local foi acumulando diversos problemas, como: elétricos e estruturais. O que seria apenas uma reforma, virou palco de uma grande discussão na cidade e na internet. E pelo que parece essa discussão será maior ainda.

Na última sexta-feira, 18/04, a Câmara Municipal de Moreno foi aberta para uma audiência pública, que abordou o assunto. Populares e políticos acusaram a Prefeitura Municipal de ferir cláusulas do Estatuto da Cidade, destruir um patrimônio histórico do município e não realizar consulta popular para obra. O clima chegou a ficar tenso entre pessoas a favor e contra o prefeito Edvard Bernardo, no momento que foi acusado de realizar essa obra pensando nas eleições municipais de outubro.

O principal ponto dessa discussão é em relação a alterção do projeto original da praça. Ela foi construída em forma de uma Cruz de Celta, uma homenagem ao holandeses que chegaram em Moreno no início do século passado. No lugar dessa cruz seria construída uma praça em forma de 8, alusão aos 80 anos de emancipação da cidade. Por conta desse novo desenho, árvores foram derrubadas. Entre elas um pinheiro, que fazia parte da paisagem do lugar há várias décadas.

O assunto poderá acabar na justiça esta semana, já que uma ação popular esta sendo preparada solicitando o embargo da obra. Ainda essa semana, um grupo de pessoas irá ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) para solicitar providências em relação as obras da praça. Mesmo assim, ainda é aguardada uma nova audiência, dessa vez com a presença do prefeito, mas ainda não foi definida essa data.

Através de uma nota, a prefeitura informou que que as obras de reforma da referida praça não traem a memória da cidade, não agridem o meio-ambiente nem comprometem o bem-estar dos seus usuários. Ainda diz: as obras vão propiciar mais conforto, beleza e utilidade, com a preservação do grande conjunto de árvores e plantio de novas mudas, e tudo isso acrescido de uma nova estética paisagística e de um cuidadoso e eficiente sistema de iluminação, para que o morenense volte a se orgulhar de sua principal praça, que já foi cartão-postal do nosso município.. No final da nota ainda pede aos que querem criar um fato eleitoreiro, que: Deixem-nos trabalhar.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.