União pelo crescimento de Moreno

Data: 02/01/2009 | Hora: 11:38 | Por: Leonardo Rodrigo


No que depender das palavras do prefeito e vereadores que tomaram posse no dia 1º, Moreno terá o maior crescimento de sua história. O discurso estava afinado nesse tema até com membros da oposição e foi dito durante a primeira sessão da nova Câmara deste mandato que começa. Antes disso, por volta das 17:30, a cerimônia de posse dos eleitos do dia 5 de outubro começou com a celebração de uma missa na Igreja Matriz da cidade. O ato religioso deixou a igreja cheia, mas apenas alguns dos eleitos estavam presentes. Durante a cerimônia, o prefeito reeleito, Edvard Bernardo, foi homenageado pelo Grupo de Escoteiros Frei Caneca com o Certificado Medalha de Gratidão. Em um rápido discurso, Edvard já deu idéia do que seriam suas palavras na Câmara. “Moreno precisa aproveitar o momento de explosão econômica que Pernambuco vive.”, disse Edvard.

A menos de 200 metros da Igreja a Câmara Municipal já estava lotada de populares aguardando a chegada dos eleitos. Apenas duas questões, o plenário estava um verdadeiro forno e enquanto aguardavam as pessoas escutavam músicas no serviço de som da casa, e na minha opinião o estilo musical não tinha nada a ver com o momento. Às 19h foi dado inicio a primeira sessão da nova composição da Câmara, que foi renovada em 70%, e teve como presidente o vereador mais votado, Romero Arcoverde. Completando a mesa estavam Prof. Joaquim, Marcelo Bruno, Edvard Bernardo, Nino e a deputada estadual Terezinha Nunes.

Depois de composta a mesa, Romero chamou os demais vereadores para tomarem seus lugares no plenário: Adimilson Barbosa, Ubirajara Paz, Tonhão, Pedro do Sindicato, Givaldo, Adilson Wanderley e Bizarro serão a cara do legislativo nos próximos quatro anos. Em seguida, todos eles fizeram juramento onde prometiam respeitar as leis e constituição do país. O mesmo fez o prefeito reeleito e seu vice. Com esse procedimento eles foram de fato empossados em seus cargos.

O próximo passo foi o discurso individual. O primeiro a falar foi o Prof. Joaquim. Em suas palavras, o vereador petista frisou o bom momento que a cidade tem para crescer. A construção de uma política pública e a luta por uma nova barragem em Moreno também foram os principais destaques da fala do professor. Em seguida, Bizarro chamou a responsabilidade com o discurso mais incisivo. “Moral e conduta de todos para que se desenvolvam soluções para os problemas da cidade” afirmou o parlamentar estreante. Ele ainda fez um pedido para que os cidadãos reivindiquem seus direitos e que os políticos lembrassem que o ego não é mais importante que as necessidades que o povo tem.

O próximo a falar foi Adilson Wanderley, que fez seus agradecimentos, citou a renovação da Câmara e afirmou que só com a união com o povo é que faremos Moreno crescer. O veterano Pedro do Sindicato falou em seguida. Pedro fez uma rápida prestação de contas de seu último mandato e agradeceu a oportunidade de mais uma vez poder mostrar seu trabalho na casa. Givaldo pregou a harmonia com todos os eleitos para fiscalizar o que esta errado e aprovar o que esta certo.

Tonhão, que esta em seu quinto mandato, afirmou que a renovação da Câmara significa que o povo irá cobrar trabalho de todos. Ele agradeceu o reconhecimento e a oportunidade de ser mais uma vez parlamentar na cidade, ainda pediu o entendimento entre os três poderes. Mais descontraído, Ubirajara Paz destacou três questões: a cara da campanha será a cara do mandato, o papel do político em legitimar o legislativo e a criação de uma agenda para cidade em prol dos mais necessitados. Relembrando o passado e citando uma frase de Marcos Freire, que diz “sem ódio, sem medo”, o filho de Antonio Pariri, Admilson Barbosa assumiu ser um sonho o que esta vivendo. Ele ainda concluiu que é com fé, coragem e trabalho que faremos a cidade melhor.

De volta a casa, Marcelo Bruno afirmou que seu retorno foi uma prova do reconhecimento de seu trabalho frente à secretaria de obras do município, e diz que será um aliado para debater os problemas da cidade com a prefeitura. Por fim, Romero lembrou de sua infância no Engenho Pintos, das vezes que não conseguiu se eleger e da perseguição que sofreu durante a campanha. Meio emotivo, Romero ainda afirmou que seu mandato era um sonho coletivo, e que com humildade iria trabalhar para o povo.

A deputada estadual Terezinha Nunes exaltou a administração de Edvard e fez uma homenagem ao ex-vereador Zinho. O vice eleito, Nino de Enoque, agradeceu a todos pela oportunidade. E muito aplaudido, Edvard foi chamado à tribuna para seu discurso. O prefeito reeleito falou da campanha, dos projetos e de fatos desagradáveis que não respeitaram nem o lado pessoal dos candidatos. Afirmou que foi um administrador que correspondeu aos anseios da cidade. E completou que nos próximos anos Moreno terá ótimas oportunidades de crescimento, pelas instalações de novas industrias e criações de novos empregos e também pela cidade fazer parte do eixo do porto de Suape.

Às 20:25 a sessão foi suspensa, isso por que alguns vereadores foram acompanhar Edvard e Nino até a sede da prefeitura. No local uma multidão já aguardava a chegada do prefeito reeleito e seu novo vice, que foram recebidos com aplausos. Foi feita a leitura do termo de transmissão de cargo, e às 20:38 foi assinada por Edvard e Nino, assumindo assim de fato seus cargos até o 2012.

De volta a Câmara, a sessão foi retomada para a eleição da mesa que ficará nos próximos dois anos. Com sete votos a favor e 3 abstenções (Prof. Joaquim, Ubirajara Paz e Tonhão) a chapa composta por Pedro do Sindicato (presidente), Marcelo Bruno (1º secretário) e Bizarro (2º secretário) foi eleita, encerrando assim o ato público do dia.

No pátio de eventos, um foi palco montado para receber o cantor André Rio e Letto do Cavaco e fazer a festa do público que espera um futuro melhor para a cidade.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.