Agentes de saúde podem ser efetivados

Data: 06/03/2009 | Hora: 12:38 | Por: Leonardo Rodrigo


A possibilidade de ser efetivado no cargo público deixou o plenário da Câmara Municipal de Moreno repleto de agentes comunitários de saúde. A proposta de emenda a Lei Orgânica do município de autoria do vereador Marcelo Bruno (PHS) trata do assunto, e seria votado na 7ª reunião da casa que aconteceu na quinta-feira, 05/03. Mas devido a modificações, foi retirada de pauta e deverá entrar em discussão na próxima semana.

Ao todo, aproximadamente 150 agentes seriam beneficiados com a emenda. Mas com a modificação no texto da proposta esse número cairia para pouco menos de 40. Isso por que os técnicos de enfermagem e de saúde bucal não teriam amparo legal na efetivação de seus cargos. O autor da emenda usou parte de seu grande expediente naquela reunião para falar do assunto. Segundo Marcelo, sua proposta nada mais é que a valorização daqueles profissionais que cuidam da saúde na cidade há quatro anos. “Hoje, Moreno é referência no combate a endemias graças ao trabalho desses profissionais”, justificou o vereador.

Com alguns certificados em mão, Marcelo Bruno fez questão de frisar que não se trata de empreguismo, e sim, de justiça àqueles que são aptos a exercer tal função. “Essas pessoas foram certificadas em cursos até do próprio Ministério da Saúde. São capazes de exercer a função que estão há quatro anos. Não existe beneficiamento de a ou b”, concluiu Marcelo, que foi bastante aplaudido pelos presentes. Não houve manifestação dos demais vereadores sobre o assunto. Devido as alterações, a emenda foi encaminhada a Comissão de Redação e Justiça da Câmara.

Ainda na mesma reunião, os vereadores apresentaram seus requerimentos a casa, e foram feitos dois pedidos de informação ao prefeito do município, Edvard Bernardo. O primeiro pede a relação de todas as secretarias da cidade, com endereço, telefone e o nome do responsável de cada pasta. O segundo pedido é sobre a quantia e destino do dinheiro arrecadado semanalmente dos pequenos comerciantes.

O Dia Internacional da Mulher também foi lembrado por aqueles que fizeram o uso da palavra. Ubirajara Paz, Marcelo Bruno, Romero, Adilson Wanderley e Givaldo prestaram suas homenagens. Bizarro usou seu tempo para falar da violência em Moreno e os transtornos que as obras da Compesa esta causando na cidade. Professor Joaquim, Adimilson Barbosa e Tonhão não usou a palavra no grande expediente. Pedro do Sindicato foi a única ausência da reunião.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.