Promotoria determina fim da farra do som

Data: 20/07/2009 | Hora: 20:36 | Por: Leonardo Rodrigo


Quem sempre passa ou freqüenta o Pátio de Evento Waldemir Silva de sexta a domingo deve ter achado algo estranho no último fim de semana. O barulho quase não existia. Isso por que já estava sendo cumprida a recomendação 01/2009 da promotoria pública, que determina as policias civil, militar e guarda municipal a reprimir a poluição sonora no local.

O autor do documento foi o promotor Leonardo Caribé, da Comarca de Moreno. Em suas considerações o promotor afirma que a poluição sonora vem causando danos à saúde pública em horários entre as 20h e 03h. Ele ainda diz que a ausência de medidas dos órgãos do estado tem contribuído muito para agravar a situação. E que ainda o município de Moreno deve exercer sua função fiscalizadora.

As policias Civil e Militar além da Guarda Municipal terão a responsabilidade na repressão da prática da poluição sonora, caso seja necessária efetuando a apreensão dos equipamentos de som. Neste caso, um dos instrumentos (inquérito policial, flagrante ou TCO) deverá ser utilizado. Pelo que pôde se constatar no último domingo, a maioria dos presentes aprovou a iniciativa. Até os comerciantes apoiaram. Um deles falou que antes com a “zuada” era impossível escutar quando o cliente fazia o pedido. Era tudo no grito. E agora? Perguntei a ele. Nós estamos conversando sem precisar falar alto, e estou te entendendo sem problemas. Agora sim.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.