Funcionários do INSS podem entrar em greve

Data: 12/01/2006 | Hora: 11:20 | Por: Radio Jornal do Commércio


Os funcionários do INSS podem entrar em greve na primeira quinzena de fevereiro, em protesto contra o horário estendido no funcionamento das agências. A partir de segunda-feira (16), alguns postos começam a atender o público das 8h às 18h. Atualmente, o fechamento ocorre às 14h.

Neste sábado, haverá uma plenária nacional, em Brasília, para decidir sobre a greve, além de uma paralisação de 24 horas ainda neste mês.

Até amanhã, o INSS divulga a lista das agências que vão dar início à mudança, que deve ser implementada em todos os postos neste ano. Segundo a resolução do órgão, as unidades que não têm servidores suficientes ou grande demanda poderão abrir por menos de 12 horas (7h às 19h), sendo dez horas para atendimento ao público.

Segundo Rita Pinto, do Sinsprev (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência) de São Paulo, os funcionários terão de trabalhar por oito horas nos postos onde não houver dois turnos de seis horas. "Mas a jornada de trinta horas semanais deve ser igual para todos", defendeu. Sobre o fim da distribuição de senhas, a avaliação do sindicato é que isso vai causar tumulto se não houver funcionários suficientes para atender toda a demanda.

O INSS não quis se pronunciar sobre a possibilidade de greve.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.