Trânsito livre?!

Data: 22/03/2010 | Hora: 10:51 | Por: Leonardo Rodrigo


Não existem números oficiais, mas basta andar pelas ruas e avenidas da cidade para perceber que nem todos os motoristas e motoqueiros respeitam as leis de trânsito. As infrações vão de falar no celular enquanto dirige, pilotar sem capacete, estacionar em local proibido, dirigir mesmo sem ter habilitação, desenvolver velocidade superior ao permitido e, infelizmente a mais comum, conduzir o veículo embriagado.

O assunto já foi abordado aqui mesmo no leoecia.com em 2009. Mas de lá pra cá nada mudou. De forma esporádica viaturas do Detran (Departamento de Trânsito de Pernambuco) e do Batalhão de Trânsito fazem blitizes em Moreno. Mas nada que iniba os infratores. Eles ainda contam com uma poderosa arma contra possíveis flagrantes, a comunicação. É impressionante a velocidade como a noticia se espalha quando há ações desse tipo na cidade, fazendo com que aqueles “errados” desviem da fiscalização.

Segundo o Detran, o número de veículos matriculados na cidade nos últimos dez anos saltou de 2.445 para quase 9,7 mil. Em fevereiro esse montante já chegava a 10.043, sendo que a quantidade de motos é de 25% do total. Com uma frota tão grande assim, Moreno deveria ter ações constantes no trânsito, já que o mesmo é municipalizado, o que possivelmente reduziria não apenas as infrações, mas também os acidentes causados pela imprudência no volante.

No domingo, 21/03, mais um episódio dessa novela aumentou a estatística, só que felizmente sem vitimas fatais. O condutor de um Gol, visivelmente embriagado, entrou de uma vez na Avenida Cleto Campelo colidindo na lateral de outro carro, que perdeu o controle e subiu na calçada. O acusado tentou fugir do local, mas foi contido por populares e logo depois detido por uma guarnição da PM. Os envolvidos ainda aguardaram por mais de uma hora a chegada do Batalhão de Trânsito para registrar a ocorrência.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.