Procuradora solicita ajuda da PM para impedir transporte de avestruzes

Data: 30/01/2006 | Hora: 17:12 | Por: PE360Graus.com


A procuradoria do município de Vitória de Santo Antão entende que é ilegal o transporte dos 508 animais que vivem na propriedade da Avestruz Máster em Pernambuco para a sede da empresa em Goiás, onde receberiam um tratamento mais adequado. Uma procuradora solicitou a presença da Polícia Militar no local para que não ocorra o transporte.

A direção regional da Avestruz Master contratou dois caminhões, que estão na fazenda, para transferir as aves sob a supervisão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os funcionários não querem deixar os animais partirem temendo não receber os salários atrasados.

Na última sexta-feira (27), mais um animal morreu na fazenda. Desde o início da crise na empresa, vinte e sete aves já pereceram devido à fome. Os bichos continuam passando necessidade, pois recebem apenas farelo de trigo, que, além de ser pouco, não contém os nutrientes necessários. Os tratadores também estão em situação precária: eles não receberam os salários de novembro nem o décimo-terceiro. Segundo eles, a empresa avisou que não vai pagar mais nada.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.