Medo de novo pesadelo

Data: 19/06/2010 | Hora: 03:38 | Por: Leonardo Rodrigo


Durante toda sexta-feira (18) recebi várias mensagens com relatos sobre o que aconteceu em Moreno na madrugada daquele dia. Em cada texto, um temor de que se repetisse o que aconteceu com a cheia de 2005. Eram histórias de moradores que não dormiram olhando o nível do Rio Jaboatão subir e invadir parte da Avenida Sofronio Portela.

Em um dos textos, por exemplo, a internauta afirma que foi acordada pelo irmão por volta da uma da madrugada. Assustados, eles começaram a arrumar os móveis e eletrônicos no ponto mais alto da residência. Foi nesse momento que ela percebeu que os vizinhos estavam fazendo o mesmo. Em outro relato, o internauta disse que conseguiu dormir, mas com os pés no chão para sentir a água caso ela entrasse na casa.

A cheia do rio ainda afetou aqueles que moram distante das margens. Em alguns relatos muitos diziam que foram para rua em plena madrugada prestar solidariedade as vitimas. Uma verdadeira corrente que ajudou aos moradores a não perder o que se tinha em casa.

Segundo informações, o rio teria subido aproximadamente 4,5 metros acima de seu nível normal. Com isso, os bairros mais afetados foram: Cambonge, Tamboatá, Conceição, Galinha dÁgua, Fátima e ABC. Nesse último, várias famílias tiveram que deixar suas casas devido a invasão da água. O último boletim emitido pela Defesa Civil da cidade confirma que 90 famílias encontram-se desalojadas, esperando o momento certo para voltar para casa. Enquanto que 25 estão desabrigadas e estão em um abrigo da prefeitura.

Deslizamento de barreiras também foi outro grande problema ocasionado pelo temporal. Ao todo foram 36. Apesar do número ser considerável, não houve vítimas. Com isso, o prefeito Edvard Bernardo decretou estado de emergência no município. A decisão é válida até o dia 31 de agosto. Com isso, a prefeitura terá a sua disposição o máximo de servidores de prontidão para o atendimento as comunidades afetadas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê ainda mais chuva para os próximos dias. O responsável por tanta chuva é o fenômeno conhecido como Perturbações do Leste. E o que provoca é o encontro de um vento frio do oceano com o clima quente do continente. No estado choveu nessas últimas 24 horas aproximadamente 150 mm, metade da média histórica do mês.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.