Buracos por todos os lados

Data: 06/07/2010 | Hora: 11:16 | Por: Leonardo Rodrigo


O motorista, seja de carro ou moto, deve conduzir o veículo de forma responsável, obedecendo as leis de trânsito e sinalização. Além de praticar direção defensiva, onde deverá antecipar e prevenir uma situação de risco que possa ser provocados por terceiros. Isso seria o básico para os motoristas habilitados, não é? Mas em Moreno ainda falta uma coisinha. O cuidado com os buracos.

Por onde se anda não é difícil de encontrar eles. Seja na avenida ou pequenas ruas dos bairros, lá estão os buracos. Ao conduzir o veículo a atenção deve ser redobrada, pois em qualquer descuido poderá acontecer um acidente, ou um prejuízo material. Existem pontos críticos que foram provocados por alguma obra, mas existem aqueles que apareceram por falta de manutenção mesmo.

A Avenida Cleto Campelo, uma das principais da cidade, não é mais a mesma depois das obras da Compesa. A Companhia Pernambucana de Saneamento realizou escavações na via para implantação da rede de esgoto, deixando vários buracos no local. O pior trecho é entre a Clínica e a entrada da Maternidade. A Compesa fez o recapeamento da via, mas o material utilizado foi de qualidade duvidosa. Afinal a avenida esta cheia de buracos novamente.

Mas esses problemas não são vistos apenas no centro da cidade. Em bairros como Cohab, Mangueira, Fátima a situação é a mesma. Em um trecho da Rua 11 de Setembro, no Parque dos Eucaliptos, todo cuidado é pouco para, literalmente, atravessar dois buracos. A passagem ficou no meio deles, por onde passa no máximo um carro. Veículo pesado já não consegue mais atravessar.

Segundo o Detran, em Maio deste ano eram mais de 10 mil veículos registrados na cidade. Destes, mais de 7 mil são carros e caminhões. Enquanto que motos somam pouco mais de 2,5 mil unidades. Há pelo menos dois anos, a prefeitura municipal cobra a taxa tapa buraco junto com o IPVA dos veículos. Em 2010, o valor cobrado por cada carro era de R$ 10. Só ai o total daria em torno de R$ 60 mil. Isso sem contar com a arrecadação da taxa de motos e veículos pesados.

E nessa época chuvosa, a tendência é de “nascerem” novos buracos. Enquanto não for feita nenhuma intervenção nessa situação, nós, motoristas, teremos que pôr em prática aquilo que não esta previsto no código de trânsito: cuidado com os buracos.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.