Secretário vai à Brasília em busca de verba

Data: 10/08/2010 | Hora: 00:26 | Por: Leonardo Rodrigo


Os professores da rede municipal de ensino podem completar um mês com os braços cruzados no próximo dia 12. A categoria realizou seu último protesto na sexta (6) com o enterro simbólico da educação em frente a sede da prefeitura do município. As reivindicações vão de integralização do piso salarial nacional, melhoria na estrutura das escolas, a recarga do cartão VEM e redução da carga horária proposta pelo governo municipal.

Na semana passada, o Secretário de Educação, Ericson Barros, viajou para Brasília para tratar dos repasses que a pasta recebe do governo federal. Segundo ele, essa quantia vem caindo de forma drástica, o que compromete investimentos e o pagamento do piso. Uma das reivindicações dos grevistas.

O principal motivo da viagem do secretário é um artigo da Lei 11.738 que pode incrementar o repasse do Fundeb para pagamento do piso. O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) é uma verba do governo federal destinada para pagamento de salário de professores (60%) e melhoria de infraestrutura e compra de equipamentos e materiais (40%).

Com uma planilha em mãos, o secretário apresentou a queda nesse repasse, que chegou a quase 29% no período entre maio e julho deste ano. O montante foi de aproximadamente R$ 380 mil. De acordo com ele, com essa oscilação fica difícil planejar ações e pagamentos.

Ericson afirmou que a prefeitura deverá entrar com uma medida cautelar para que os professores voltem ao trabalho. Ele reconhece que algumas escolas precisam de reparo, mas que outras já passaram por reforma, como a Argemiro Neponucemo. Moreno possui 42 escolas.

Ericson ainda confirmou que novos contratos com ônibus para fazer o transporte dos alunos serão firmados nos próximos dias. O serviço foi comprometido recentemente pela paralisação de alguns contratados por falta de pagamento. O mesmo deve acontecer com utilitário 4x4 para levar materiais para escolas da zona rural. O último contrato para este serviço terminou no dia 30 de julho.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.