Trânsito: do caos à solução?

Data: 20/12/2010 | Hora: 17:51 | Por: Leonardo Rodrigo


Dirigir carro ou moto na cidade já não significa andar com tranqüilidade. O cenário do trânsito morenense tem se modificado nos últimos anos e vai em direção ao colapso, caso algumas intervenções não sejam feitas. A Prefeitura Municipal (PMM) tem em andamento projetos com foco no problema.

O primeiro deve entrar em prática já nos próximos meses, com a chegada dos agentes municipais de trânsito. Os nomes desses novos servidores sairão da lista de concursados que já estão sendo convocados. Eles vão participar de um curso sobre trânsito, leis e normas e em seguida terá seu nome homologado pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito ).

Ainda deverá ser firmado um convênio com o DER-PE para fiscalização do perímetro urbano da PE-07. Com isso, os novos agentes poderão autuar o motorista infrator em qualquer parte da cidade. O secretário de serviços públicos, Marcos Theófilo, acredita que com essas medidas o cenário do trânsito será outro.

Outro ponto segundo Marcos é em relação ao estacionamento no centro de Moreno. “Estamos trabalhando em conjunto com outra secretaria para encontrar uma solução definitiva para o problema. Existe a possibilidade de implantar zona azul na cidade”, afirmou o secretário.

O assunto mais delicado é em relação a regulamentação dos mototáxis. A Lei 401, que regulamenta a profissão, completa um ano no dia 23, e é nesta data que a mesma começa a entrar em vigor. Para o vereador Pedro Mesquita (PMDB), autor da lei, para a lei entrar em vigor basta regulamentar a mesma.

O parlamentar adiantou que a lei define os deveres daqueles que querem ser mototáxis: fazer curso de especialização, ter no mínimo 21 anos e pelo menos 1 de carteira, além de realizar revisões da moto periodicamente, entre outras cláusulas. A Lei ainda define os pontos e o uso de coletes.

Mas a regulamentação só deverá ocorrer após os agentes estiverem na rua. De imediato mesmo só a implantação das lombadas eletrônicas na Sofronio Portela e Cleto Campelo. Os equipamentos deverão começar a operar nos próximos dias e os motoristas terão pelo menos um mês para se acostumar com a novidade.

Enquanto isso, o que vale mesmo é o bom senso, como disse Marcos Theófilo. “Se cada um usar os equipamentos obrigatórios e respeitar as leis, o trânsito será bom para todos”. Então tá aí o recado.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.