Marcas de uma obra mal feita

Data: 28/12/2010 | Hora: 12:39 | Por: Leonardo Rodrigo


Uma obra de saneamento traz diversos benefícios para a população e para o meio ambiente. Mas isso quando ela é bem executada, o que infelizmente não aconteceu em Moreno. A Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento) começou a implantar o sistema em 2008, e de lá pra cá coleciona insatisfação e reclamações dos moreneneses.

Na primeira fase do projeto, a companhia escavou diversas ruas em vários bairros da cidade para colocação de dutos. Naquela época a reclamação foi geral e até hoje, ainda há cicatrizes dessas obras. Um dos bairros onde se encontra essas marcas é o Santo Antonio, um dos mais populosos da cidade.

Na Rua Nova Descoberta, bem na esquina com a Cleto Campelo há um retrato do descaso na execução da obra. Além da rua, que tinha sido recentemente calçada, há um enorme buraco bem na saída do logradouro. Segundo testemunhas, no local já aconteceram diversos acidentes, inclusive com pedestres.

Albérico Cândido, que mora no local, e é um dos indignados com a situação da rua. Ele denuncia que a cratera existe há pelo menos 70 dias, e que nesse período não houve qualquer tipo de intervenção. Albérico ainda mostra, através de fotos que enviou para o site, a situação da rua, que ficou metade calçada e metade no barro.

Uma fonte ligada a Prefeitura Municipal do Moreno (PMM) informou que a empresa que venceu a licitação da obra, no caso a Dornellas, ficou responsável em retirar o calçamento, colocar a tubulação e recolocar o calçamento de volta. Cabe a PMM fiscalizar a obra. Mas a mesma pessoa afirma que essa fiscalização não é feita.

Já a Compesa não retornou nosso contato que fizemos na segunda (27) e nem foi encontrado o contato para que a Dornellas falasse sobre o assunto. O fato é que execução da obra não foi bem feita e que suas marcas podem ser vistas em diversos pontos de Moreno, trazendo prejuízos e transtornos para população.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.