Bacalhau encerra carnaval em Moreno

Data: 01/03/2006 | Hora: 21:14 | Por: Leonardo Rodrigo


Enfim, o ano começa agora. Acabou o carnaval. E em Moreno, a festa terminou na quarta-feira de cinzas de forma apoteótica com a troça (se é que podemos chamá-la assim) Bacalhau do Beto. Milhares de pessoas sairam atrás dos quatro trios-elétricos pelas ruas da cidade. E no comando deles tinha a Orquestra Popular, Banda Ogiva, Banda Virtual e Jeziel Frevo Band Show que não deixou ningém ficar parado. O Bacalhau do Beto é uma das troças mais tradicionais da Quarta-feira de Cinzas e desfila há mais de 20 anos.

Mas a folia na cidade não se restringe apenas ao Bacalhau. Outros blocos também arrastaram centenas de pessoas, e essa maratona começou no dia 11 de fevereiro com o bloco Malukete, que trouxe a banda Luará. Uma semana depois, foi a vez do Tô a Tôa realizar sua segunda versão do Arena Beer, com a apresentação de banda como a Excesso de Bagagem. Já no sábado de carnaval, o Lero Lero colocou o bloco na avenida com a banda Asas da América. No dia seguinte, o Tô a Tôa bota o trio na avenida com a Bandara, um grupo da Bahia que esta lançando seu novo trabalho no mercado. E na segunda-feira de carnaval, o Jacaré inovou tanto na atração, Gang do Samba, como no horário, meio dia. Todos conseguiram cumprir as exigências da prefeitura em relação ao horários, e não tiveram contratempos.

Por outro lado, fatos tristes acabaram tirando um pouco do brilho da festa de Momo. O primeiro foi o cancelamento do Baile Municipal, que deveria acontecer na semana pré do carnaval. Não houve explicação oficial para o fato, mas o que se comenta é que não tinha dinheiro para se fazer a festa. E o outro fato, foi que pela primeira vez depois de oito anos, o Alternativa Legal não desfilou. Um problema técnico no trio acabou frustrando as pessoas que aguardavam a saída do bloco. A diretoria garante que os associados não ficaram no prejuízo, e promete uma nova festa em 15 dias. O associado deverá guardar sua pulseira para trocá-la no dia do novo evento.

Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.