Conservação das vias em xeque

Data: 25/03/2011 | Hora: 11:58 | Por: Leonardo Rodrigo


Quem anda de carro ou moto, e até mesmo ônibus, já deve ter sentido aquele solavanco por conta de um buraco na estrada. Em Moreno essa sensação é constante, pois não é difícil encontrá-los nas vias da cidade. Um dos pontos mais críticos fica na Cleto Campelo, no centro.

Esta avenida nunca mais foi a mesma após as obras de saneamento realizada pela Compesa. No trecho que compreende a entrada do antigo Clube João Pessoa (Rua 13 de Novembro) e vai até as imediações da Unidade 2 já na PE-07, é considerado o mais critico. A esquina com o clube é mais perigoso, pois os buracos forçam os motoristas a mudarem de faixa para escapar deles.

No ano passado foi registrada uma morte no local após um acidente com uma moto. De acordo com testemunhas, o motoqueiro teria perdido o controle por conta dos buracos. Após esse fato, uma equipe do DER, órgão responsável pela via, realizou uma operação tapa buraco. Porém, em menos de um ano após a obra, as crateras voltaram trazendo dor de cabeças para quem passar por ali.

Mas o problema não existe apenas nas avenidas da cidade. Outros bairros também convivem com a mesma situação. Como é o caso da Cohab, Santo Antonio e Maternidade. A única diferença é que a responsabilidade pela manutenção das vias nesses locais é da Prefeitura Municipal. Até o ano passado, a PMM cobrava uma taxa tapa buraco junto ao IPVA dos veículos cadastrados no município.

A Prefeitura tem realizado obras de recuperação, mas os trabalhos são lentos se comparados com a velocidade que aparecem os buracos. Resta pedir e torcer pelo bom senso dos responsáveis para que resolvam essa situação antes que outra vida seja perdida.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.