Homem colhe macaxeira gigante em Moreno

Data: 14/11/2011 | Hora: 21:24 | Por: Folha de Pernambuco


Em algumas regiões ela é conhecida como mandioca, em outros, é chamada de aipim. Aqui no Estado, seu nome popular é macaxeira. Cozida ou até mesmo frita ela é apreciada em casa ou em restaurantes acompanhada de charque, carne de sol, galinha, entre outras iguarias. A raiz é colhida em diversas plantações em tamanhos pequenos, geralmente, menos de 50 centímetros cada raiz. Entretanto, o proprietário de uma granja no município de Moreno, Região Metropolitana do Recife, colheu em seu roçado uma macaxeira de 1,5 metro de comprimento, pesando 17,5 quilos. O produto foi colhido com ajuda do seu filho de 11 anos, Ycaro Gonçalves.

De acordo com o proprietário da granja, Uracy Gonçalves Moreira, de 42 anos, não é raro colher raízes de tamanho e peso exagerados em sua plantação. “No mês passado, colhi uma mandioca que pesava 9,5 quilos. Tenho essa plantação há três anos e venho colhendo bons frutos”, comemora. Segundo ele, a única explicação para o crescimento exagerado de algumas macaxeiras é a forma como ele cuida da plantação. “Só uso adubo orgânico e não utilizo fertilizantes. Aproveito as folhagens secas e as fezes dos animais para transformar em adubo natural”, aponta.

Uracy disse ainda que toda a colheita de macaxeira, frutas e hortaliças da granja é para consumo próprio de sua família. “Uma parte é levada para a clínica geriátrica e outra para meus familiares”, disse ele. O dono da plantação pensou em levar a macaxeira ‘gigante’ para a Exposição de Animais do Cordeiro. Indagado sobre o que irá fazer com a raiz de 1,5 metro Uracy foi incisivo. “Vamos levar para a panela, cozinhá-la e depois co­mê-la”, disse sorrindo. Ele conta ainda com uma criação de animais em sua granja.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.