Alunos e professores sofrem com reforma de escola em Timbó

Data: 29/02/2012 | Hora: 16:28 | Por: Leonardo Rodrigo


O prédio da escola municipal localizada no Engenho Timbó, na área rural de Moreno, esta em reforma. Bem, até aí não tem problema. Problema mesmo é a maneira como alunos e professores estão desenvolvendo seus trabalhos, no improviso. A obra vem se arrastando há quase cinco meses, e pelo que se vê, não há previsão de quando vai acabar.

Enquanto isso, as aulas são dadas em um pequeno galpão da comunidade. Como o espaço é aberto, basta um vento mais forte para levar papéis e derrubar até o quadro negro. Vizinhos ajudam cedendo o espaço para ser feita a merenda dos alunos. Até a sede da associação dos moradores contribui abrindo as portas para as crianças usarem o banheiro.

Aproximadamente 80 crianças, com idades entre 4 e 14 anos, estudam no local. As turmas são divididas em dois turnos, um pela manhã e outra a tarde. O prédio onde funciona a escola foi reformado pela primeira vez em 1996, pois antes disso lá funcionava uma cocheira. Segundo os moradores, nesses anos apenas pequenas obras foram feitas no local.

Atualmente há apenas dois pedreiros trabalhando na reforma, que constantemente é paralisada por falta de material. A obra, que teve inicio em novembro de 2011, não é acompanhada por um mestre de obras e muito menos por engenheiro. Não há planta. E o prazo para conclusão? Só Deus sabe.

Enquanto isso, alunos e professores tem que ficar no improviso. Pedindo para não chover, pois quando isso acontece, molha tudo na “sala de aula”. E apelam para que o sol seja generoso, pois a tarde a incidência direta de sua luz no pequeno galpão faz com que literalmente todos peguem um bronze.

Vamos aguardar uma resposta o mais rápido possível da secretaria de educação do município sobre o caso.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.