Barragem deve conter cheia e acabar com racionamento em Moreno

Data: 17/03/2012 | Hora: 09:21 | Por: Leonardo Rodrigo


Estudos de Impactos Ambientais (EIA/Rima) e projetos para a construção da barragem do Engenho Pereira, que deve ser feita sobre o leito do Rio Jaboatão, distante 8km da sede de Moreno, foram apresentados na manhã desta quinta-feira (15), na Praça da Liberdade, centro de Moreno. A objetivo da nova obra é reforçar o sistema de abastecimento de água do município e conter enchentes no Rio Jaboatão, como as que ocorreram em 2005 e 2010, que provocaram mortes, destruição e deixaram famílias desabrigadas.

Cerca de 500 pessoas participaram do encontro. Lá, a população pode conhecer a obra, o resultado dos estudos ambientais, tirar dúvidas e fazer questionamentos. As questões levantadas e as análises dos impactos ambientais realizadas pela Compesa vão ser avaliadas pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), que tem um prazo de 45 dias para realizar este trabalho.

A licença prévia só é feita quando este passo for concluído. Então a Compesa pode bublicar o edital da obra, empreendimento estimado em R$ 35 milhões. Com a barragem, o abastecimento em Moreno se normalizaria. Hoje, enfrenta um déficit de água de 100%.
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.