170 pessoas cairam no golpe do emprego

Um homem acusado de aplicar um golpe de falso emprego em mais de 170 pessoas em Moreno, Região Metropolitana do Recife, está foragido. De acordo com a polícia, Dorivaldo Marinho de Freitas, de aproximadamente 30 anos, prometia vagas de emprego no Complexo Industrial Portuário de Suape e cobrava de cada candidato R$ 57 para cobrir os exames médicos e outras taxas.

Muitas das vítimas pediram demissão de seus empregos e agora estão desempregadas. O golpista disse às vítimas que os exames médicos seriam realizados neste último domingo (24), mas fugiu da cidade já na quinta-feira (21).

Antes da fuga, o suspeito vendeu a casa onde morava por seis mil reais para dois compradores distintos, que agora não sabem como dividir o bem. A família do suspeito, que também reside em Moreno, foi localizada e será interrogada pela polícia.

Publicado por pe360graus.com.br na data de 25/01/2010 às 20:12 e impresso na data de 28/10/2021.