Protesto de mototaxistas termina em tumulto em Moreno

Um protesto com cerca de 200 mototaxistas do município de Moreno, na Região Metropolitana do Recife (RMR), acabou em tumulto na manhã desta quarta-feira (14). Os manifestantes fecharam a avenida Sofrônio Portela, onde fica a prefeitura, para cobrar uma posição do poder público contra, segundo eles, a perseguição de guardas municipais aos mototaxistas e kombeiros da região.

Durante o ato, um dos três agentes de trânsito, que multavam os veículos por estarem estacionados em local proibido, foi agredido com um golpe de capacete por um dos manifestantes exaltados. A partir disso, a confusão se formou e homens do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) precisaram ser acionados para conter a briga.

Um tenente da Polícia Militar (PM) chegou a atirar para cima na tentativa de dispersar os manifestantes eufóricos. Depois de muita correria, socos e pontapés, quatro mototaxistas acabaram detidos e foram levados à delegacia. Os agentes de trânsito também foram levados à Delegacia de Polícia onde vão prestar depoimento. O guarda, que teve escoriações no rosto e no braço, vai ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), na área central do Recife.

De acordo com o secretário de Serviços Públicos de Trânsito e Transportes de Moreno, Marcos Teófilo, os mototaxistas infligem as regras de trânsito andando sem capacete e sem habilitação pelas ruas da cidade. “Muitos são adolescentes e estacionam os veículos em locais proibidos. Então, resolvemos apertar o cerco contra essas práticas”, disse o secretário.

Publicado por Folha de Pernambuco na data de 15/03/2012 às 03:51 e impresso na data de 23/06/2021.